Aprendizado em Finanças


Aprendizados adquiridos lendo sobre finanças
Hoje vou falar de um assunto que eu particularmente adoro. Tanto ler, quanto praticar e até escrever. O assunto de hoje é sobre finanças, e quero compartilhar com vocês o que eu aprendi lendo E-Books e artigos sobre o assunto. Selecionei 10 dos melhores aprendizados que já adquiri.

Para onde vai o seu dinheiro?
Você precisa saber pra onde vai todo o seu dinheiro - cada centavo - para quando precisar cortar gastos ver aonde tem gastos em excesso ou “insignificantes”. Geralmente quando estamos em uma crise financeira ou educação financeira o primeiro passo é cortar gastos, então para isso você precisa saber para onde exatamente está indo o seu dinheiro para que quando precisar, já esteja tudo em suas mãos.



Divida os gastos
É importante dividir as finanças em três categorias: Gastos Fixos, Gastos Variáveis e Gastos Supérfluos. Os gastos fixos te darão o pontapé de toda as suas finanças, e geralmente é o mais fácil de calcular. Veja abaixo um exemplo de uma divisão desses tipos de gastos.

Pense no seu futuro agora
O seu futuro tem que ser planejado agora, e quando falo o agora é já. E quando falo em futuro falo em aposentadoria. Acredito que grande parte da população hoje em dia não quer chegar a aposentadoria e ter que contar somente com o auxílio em que o governo fornece, já que além de muito baixo e não suprir nem ao menos os remédios que geralmente necessitamos ao envelhecermos, o dinheiro nem se quer daria para o seu lazer ou realização de alguns dos seus sonhos que ainda permanecem, portanto comece a poupar uma certa quantidade desde agora, pois certamente no futuro você irá precisar. Como uma velha e sábia frase diz “Comece pequeno, mas comece”.

Não sinta dor desnecessária
Muitas vezes quando gostamos do assunto sobre finanças queremos pesquisar mais e mais sobre o assunto e buscar sempre alternativas que nos ajudem em nossas dificuldades. Ok, até aí tudo bem, mas cuidado para não chegar a um ponto onde você comece a pesquisar sobre coisas que você não está precisando no momento. Isso é como tomar um remédio para uma dor que você não sente, ou seja, ou não surtirá efeito algum, ou te trará prejuízos mais tarde. Portanto, cuidado na hora de pesquisar sobre finanças, nem tudo é necessário para você.

Diagnostique a sua vida financeira
Lendo o E-book Finanças em Quadrinhos do Dr.  Money, percebi que ele fala bastante sobre o diagnóstico de sua vida financeira, pois é a partir desse diagnóstico que você consegue ter visão da sua real situação para aí sim dar os passos iniciais para a resolução dos seus problemas. Você pode fazer o diagnóstico gratuito no site dele (aqui).

Faça mais do que sonhos, crie metas
Sonhar é muito bom e eu concordo plenamente, mas melhor ainda é quando você consegue realiza-los e para isso você precisa criar metas para conseguir atingi-los, mas metas mensuráveis, ou seja, alcançáveis, metas reais que você possa ver e fazer. E como todo e qualquer sonho, ele precisará de um custo, e para isso é preciso que você estipule 3 passos para torná-lo ainda mais visível.


1. Calcule o custo total para a realização do mesmo;
2. Estipule um prazo a ser alcançado; e
3. Estabeleça o valor mensal que precisará arrecadar.

Calculando o custo total você tem o valor total final do seu sonho-meta, estipulando o prazo, além de conseguir saber quanto precisará arrecadar a cada mês, vai fazer com que o seu sonho-meta se torne algo mais palpável, real.

Faça planos de Curto, Médio e Longo prazo
Provavelmente se você pesquisa sobre finanças por aí, é bem mensurável que já tenha visto essa frase em muitas e muitas vezes, mas pode ser que você não saiba exatamente colocar os seus planos dentro de cada prazo, já que não sabe qual o tempo determinado para cada coisa, mas também no E-Book Finanças em Quadrinhos do Dr.  Money, ele fala exatamente quais são esses prazos.

   Curto Prazo: até 1 ano
   Médio Prazo: de 1 a 5 anos
   Longo Prazo: de 5 a 35 anos

Não adianta ser feliz socialmente se não for feliz financeiramente
O que eu quero dizer com isso é que não adianta você andar com a roupa de marca da sua última coleção, ir à academia mais cara da sua cidade e comer sempre nos melhores restaurantes, se você chegar na boca do caixa e o seu saldo estiver negativo, ou receber ligações de hora em hora do gerente do seu banco. De nada vai adiantar você mostrar quem você realmente não é financeiramente.

Está em crise?
Se está em crise, individualize os gastos essenciais dos que não são. Ou seja, separe os seus gastos em duas simples categorias: ESSENCIAIS e NÃO ESSENCIAIS. Se você já tiver feito a divisão dos seus Gastos Fixos, Variáveis e Supérfluos, aquela lista provavelmente irá te auxiliar na hora de fazer essa, já que agora terá que “enxugar” ainda mais os gastos e avalizar ainda mais minuciosamente, já que nesse caso queremos excluir tudo aquilo que poderá literalmente ser cortado dos nossos gastos. Em grande maioria, os primeiros a ser cortados da lista, são as coisas listadas como Gastos Supérfluos, e literalmente toda a lista, pois já que são supérfluos e queremos economizar, eles não ficarão de modo algum na lista dos Essenciais. A lista dos Gastos Variáveis pode ser analisada e retirado aquilo que realmente não poderá ficar sem. Mas seja sábio.

O cartão de crédito
Não pense que o seu cartão de crédito faz parte da sua renda, ele é uma dívida não seu salário. Isso é o que vejo muito a Fran Guarnieri falar em seus textos sobre finanças. Ela diz que muitas pessoas confundem o limite do cartão como parte do seu salário, o que é totalmente errado, o cartão de crédito é como se fosse um dinheiro emprestado que você pega, ou seja, você terá que ter aquele dinheiro algum dia, e de preferência que seja em menos de 30 dias. Além disso como tudo que se pega emprestado, temos juros a pagar caso seja devolvido fora do prazo, e os cartões de crédito também tem, portanto, atente-se de mantê-lo em dia, ou ele pode te trazer grandes dores de cabeça e virar a sua vida financeira e até psicológica de cabeça para baixo.


Essas dicas que selecionais foram as que achei mais necessárias em todos os E-books e artigos que li. Provavelmente tem muito mais coisa, mas para o post não ficar muito longo, decidi selecionar somente essas 10, mas caso queiram mais dicas como essa sobre finanças ou até uma parte 2 desse post com outras novas dicas, comente aqui nesse post para que eu saiba e faça um novo post. Espero que tenham gostado.
Um grande beijo
😘

Me siga nas redes sociais
Facebook | Instagram | YouTube | Twitter

Entre em contato comigo através do e-mail: organizemais.contato@gmail.com

You May Also Like

0 comentários